terça-feira, 19 de abril de 2011

«Redescobrir a música dos que nos antecederam, especialmente o gregoriano»

Palavras de Dom Liberio Andreatta sobre música litúrgica:
A música sacra tem "uma linguagem universal, mas especialmente forte em uma sociedade de consumo e de bem-estar. É um componente essencial da liturgia que estamos redescobrindo e que chega em particular aos jovens (...)"

"[O] homem chegou a uma situação de desilusão, vazio, solidão, na qual se encontra terrivelmente desapontado. Ele perdeu todos os pontos de referência e, nesta situação, acho que a música sacra é o instrumento e a linguagem que o leva a encontrar-se novamente consigo mesmo. Essa nostalgia que todo homem tem da sua origem e do seu destino é a nostalgia de Deus".

O prelado sublinhou que "a música é um componente essencial da liturgia. Basta pensar em Davi com a harpa. No Antigo Testamento, diante do ‘Santo dos Santos' estava a música sacra. Era a expressão profunda de uma linguagem que não era tão humana quanto divina".

[T]ambém lamentou que hoje, nas igrejas onde a música sacra foi posta de lado, também foi retirado algo da linguagem da divina liturgia, afirmando que existem interpretações erróneas do Concílio Vaticano II, que deram à celebração litúrgica um aspecto de assembleia, perdendo o sentido de que Cristo é o celebrante. "Uma assembleia sem Cristo não tem sentido", disse ele.

[L]amentou que tantas vezes se tenha dado espaço a "cânticos com uma música feita com guitarras, improvisadas, que ​​foram mais o resultado da modernidade do tempo que da tradição profunda da Igreja, que, após milénios, tem um património que é desperdiçado dessa maneira".

"Mesmo nas procissões - recordou - foram removidos os sinais que externamente já não nos diziam nada, porque perdemos interiormente o sentido e o significado dessas linguagens." E concluiu lembrando que, "graças a Deus, com Bento XVI, estamos redescobrindo este caminho que, de alguma maneira, havíamos perdido"; e espera que, "de alguma forma, os jovens sacerdotes e as gerações futuras possam reconstruir este patrimônio único", convidando também os párocos a "redescobrir a música sacra dos nossos antepassados, especialmente o gregoriano".



Hossana, filio David: antífona com que se inicia a procissão do Domingo de Ramos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por favor comentai dando a vossa opinião ou identificando elos corrompidos.
Podeis escrever para:

capelagregorianaincarnationis@gmail.com

Print Desejo imprimir este artigo ou descarregar em formato PDF Adobe Reader

Esta ferramenta não lida bem com incrustrações do Sribd, Youtube, ou outras externas ao blog. Em alternativa podeis seleccionar o texto que quiserdes, e ordenar ao vosso navegador que imprima somente esse trecho.

PROCURAI NO BLOG