segunda-feira, 12 de maio de 2014

Cântico da Comunhão para Nossa Senhora em Gregoriano em Português

Ecce virgo concipiet et pariet filium, et vocabitur nomen eius Emmanuel. Isaías 7,14:

Eis que a Virgem conceberá e parirá um Filho, e chamar-se-á o nome d'Ele Emanuel.


Antífona cantada em Português (MP3).
O texto da antífona está traduzido literalmente do original latino, como recomenda Bento XVI, pelo que talvez soe um pouco artificial em Português, mas, como diz o Padre Paulo Ricardo, é bom cultivar um certo formalismo na linguagem, e isso será tanto mais verdade na Liturgia. Na minha humilde experiência, cantar lentamente resolve a estranheza gerada pelos hipérbatos e palavras caras na frase cantada. E há outra razão para mantermos as palavras na ordem pela qual vêm no latim: pelo destaque que a música dá a cada palavra do texto sagrado.

Reparai que as primeiras palavras "Eis que a Virgem" entoando sobre ré-dó-fá-mi-fá-sol-ré chamam eficazmente a atenção do ouvinte para o resto do cântico, embora a palavra "Virgem" receba poucas notas relativamente ao resto da composição, talvez querendo a música ensinar-nos a humildade da "escrava do Senhor", para a qual a vontade do Senhor sempre teve prioridade, e também como que nos dizendo que virgens há muitas, mas como a Virgem Maria é que não, porque ela é a "benedicta in mulieribus".

Já "conceberá" recebe muitas notas, e lentas, como que a sugerir a meditação sobre esse facto especial, que foi a Encarnação por obra e graça do Espírito Santo; e não só "conceberá", como "parirá", e aqui a melodia sobe ainda mais, meditando no facto de que a Virgem não só concebeu virginalmente, como deu à luz também virginalmente (uma tradição muito antiga, expressivamente retratada nos ícones ortodoxos da Virgem Maria com as 3 estrelas).

"Chamar-Se-á" também permanece agudo na melodia, aludindo ao culto então futuro, no tempo do Profeta, mas hoje presente, que Cristo recebe da Igreja; depois, dá-se destaque a "d'Ele" (eius, no latim), por razões óbvias, uma vez que é Deus de Quem se canta, e por isso se canta lentamente, mas com si-mole em vez do si-natural, para haver uma distinção em relação à frase anterior; e finalmente "Emmanuel", o "Deus connosco", que merece uma longa meditação, de sobe e desce, das súplicas que o homem corrompido pelo pecado original dirige a Deus durante o Advento, e da resposta que Deus lhe dá com a Sua Encarnação no Natal.

É muito bonita esta melodia. Vale a pena aprendê-la porque se canta muitas vezes: no 4º Domingo do Advento, um Domingo mariano por excelência; na festa da Anunciação, a 25 de Março; e ainda em qualquer festa da Virgem Maria, como é o caso do Seu Imaculado Coração, Nossa Senhora de Fátima, etc..

domingo, 4 de maio de 2014

Cânticos para o Imaculado Coração de Maria

Orações Colecta, Sobre as oblatas, e Depois da comunhão, Primeira Leitura e Evangelho em Canto Gregoriano em Português, para a Missa do Imaculado Coração da Virgem Santa Maria (PDF):






Cânticos Gregorianos Simples em Português, para o
Intróito, Salmo Responsorial, Alleluia, Ofertório, e Comunhão (PDF):








Finalmente, para os mais atrevidos, eis o intróito gregoriano Gaudeamus, especial para a Missa em Português do Imaculado Coração da Virgem Santa Maria:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por favor comentai dando a vossa opinião ou identificando elos corrompidos.
Podeis escrever para:

capelagregorianaincarnationis@gmail.com

Print Desejo imprimir este artigo ou descarregar em formato PDF Adobe Reader

Esta ferramenta não lida bem com incrustrações do Sribd, Youtube, ou outras externas ao blog. Em alternativa podeis seleccionar o texto que quiserdes, e ordenar ao vosso navegador que imprima somente esse trecho.

PROCURAI NO BLOG